fevereiro 12, 2015

Entretanto, irei cuspir-vos nos túmulos


Isto mesmo no limite do fecho do mercado. Anda por aí uma versão da Relógio d'Água, bem entendido, mas não é a mesma coisa que esta primeira edição portuguesa, chancela da Europa América, livros de bolso, com uma capa fabulosa, descoberta num desses locais de clube do crime livresco. No pacote ficou por pouco mais de 4 buchas. Em ambas as edições a utilização do nome Vian, quando toda a gente sabe que saiu da pena de Vernon Sullivan Boris Vian. Já agora:

os livros são muito caros (...) mas as pessoas preocupam-se pouco em comprar boa literatura; elas querem ler o livro recomendado pelo clube, aquele de que se fala, e estão-se nas tintas para o que vem lá dentro. 

Os nossos bem conhecidos moralistas hão-de censurar a certas páginas o seu algo excessivo...realismo. Isso se os moralistas da nossa praça soubessem ler, claro. 

2 comentários:

Gerónimo cão disse...

é mesmo verdade:) a obra prima:)

GabrielP. disse...

:)
verdadinha:)
bom repasto:)