março 21, 2015

Os itinerários do seu próprio mapa secreto

(edição de 1994)

Fora o resto, o caminho ia sempre desembocar à biblioteca. Até que lá passei graciosamente dois anos. Num qualquer desses dias deparei-me com o livrinho acima e com o nome de Enrique Vila-Matas, o Vilamatinhas para o nosso amigo Cão. Foi vagueando nessa e noutras bibliotecas que me fiz cada vez mais pequeno perante tamanho volume de descobertas, sonhos e desventuras, entre outras páginas de vida e de morte. Agora que finalmente junto à estantina esta nova velha (nos tempos que correm) edição de Suícidios Exemplares, não posso deixar de recordar o outro que fui, que sou, cada vez mais pequenino. Até finalmente desaparecer. 

(edição de 2013)

2 comentários:

Gerónimo cão disse...

grande pequenina posta:)
e com ligação a um espaço pouco recomendável:))

GabrielP. disse...

Ou isso:)

de ligações a espaços recomendáveis anda o mundo cheio...hehehe