setembro 25, 2008

Os últimos

Por acaso a empresa RTP, num soslaio de putisse desmedida lá tentou açambarcar a Liga dos Últimos à inexistente RTPN. Saiu-lhe a fava (já sei que estavam à espera do tiro pela culatra), o programa não medrou, passou por vários horários e desmarcaram-no para misérias mais nocturnas. Nessas, eu estou sempre presente. Estou, como diz o sr. Cavaco “na prossecução dos objectivos” e nas limpezas étnicas, com ou sem vozes de protesto. Os discursos formais não me aliciam. A liga foi última em tudo e nisso bem melhor que os Contemporâneos e as hipocrisias do Chaves ou do Bush ou daquele perímetro não ultrapassável dos programas (novos?) do Herman(o). De peito feito, com ou sem borrachisse, denuncio a vitória do Visconde da Apúlia na dita liga, embora gostasse do Quim, um gajo de Cavez…. 

Um comentário:

Amilcar Pi disse...

grande post meu. vamos voltar a ver se não é à toa...