setembro 17, 2008

Ontem também tivemos coisas boas

Em primeiro lugar, salientar que o Sporting de há 15/20 anos (e anteriores), chegaria a Barcelona, faria uma exibição fabulosa e perderia o jogo (eis o Sporting). Hoje (ontem), chega a Barcelona cheio de tiques e, parece, estratégia(s) (e sem Vukcevic) não joga nada, deslumbra-se não se sabe bem com quê e perde.  
Uma palavra para o “relatador” e o comentador de serviço, este último, uma alma capaz de expressões como um tal de “momento de recuperação alta”, encantados (sem o Barcelona jogar nada) com o “estádio”, o “Messi”, a “forma de jogar” e o “encontrão” parece que “ligeiro” e que resultou na grande penalidade. Uma miséria muito “nossa”. 

Um comentário:

Cassius ml disse...

Sem mais. A reverencia do Sporting foi gritante. Dos comentadores nem se fala...
Boa onda blog.